Cross Fit: Respondemos as 5 perguntas mais comuns sobre a modalidade!

O Cross Fit é uma modalidade esportiva que foi criada por Greg Glassman. O criador e fundador do Cross Fit, Glassman foi a primeira pessoa na história a definir o que fitness de uma forma significativa e mensurável: capacidade aumentada de treino em tempo e numero de modalidades dominadas. Então Glassman criou o programa Cross Fit para aprimorar a saúde e o lifestyle dos adeptos.

O Cross Fit usa movimentos funcionais variados, que são realizados em alta intensidade (de acordo com cada praticante). Todas as Rotinas (WOD’s) do Cross Fit são baseadas em movimentos funcionais, e esses movimentos refletem os melhores aspectos da ginastica, musculação, corrida, remada e outras modalidades. Estas mencionadas anteriormente são os movimentos base da vida, em geral. Eles movem as grandes distâncias e as maiores cargas, portanto são ideais para maximizar o treino realizado em um curto espaço de tempo.

Intensidade é essencial para os bons resultados e medições, pois no Cross Fit as atividades são divididas por tempo, ou força. A maior quantidade de repetições o praticante realizar em menos tempo, ou a maior carga/ ou força for realizada, mais intenso é o esforço. Empregando uma grande variedade nos treinos, movimentos funcionais e de alta intensidade levam os praticantes a ter uma transformação fitness.

A comunidade de crossfiteiros vem crescendo espontaneamente e fica ainda mais unida, pois as rotinas são realizadas em time, e isso é um dos pontos que faz o Cross Fit uma prática tão eficiente. Hoje no mundo são mais de 11.000 afiliados oficiais. Para abrilhantar ainda mais essa modalidade hoje existem competições internacionais e até canais de televisão dedicados exclusivamente a essa modalidade.

A modalidade é regida por dados. Usando um quadro branco como placar, mantendo as pontuações/ tempo e records minuciosamente, utilizando o cronômetro e precisamente definindo as regras e padrões para a performance, o time não só motiva mas mantém as medições de tempo, repetições e peso em cada rotina. Os dados tem um papel muito importante, que vão além da motivação.

NITTROFIT - CROSS FIT

Quadro de WOD e Placares. Imagem retirada do site: http://www.corrernacidade.com

 

 

Como começar a praticar Cross Fit?

Primeiramente você deve encontrar um BOX afiliado ao programa de Cross Fit oficial, o que te proporcionará segurança para iniciar a pratica dessa modalidade. O coach que ensinará os movimentos e vai te ajudar a se adaptar ao programa no seu ritmo. Além disso, o coach te dará todo o suporte técnico e experiência nos exercícios, motivacional e tudo mais que você precisar para praticar a modalidade com qualidade e segurança.

Quer encontrar um BOX pertinho de você? No link abaixo você pode achar os Boxes Afiliados no Brasil e no Mundo.

https://map.crossfit.com/

CROSS FIT 2

Box de Cross Fit. Imagem: Google

E as lesões causadas pela modalidade?

Existem vários relatos de atletas  que já sofreram lesões ao praticar a modalidade, isso se dá pelo excesso de carga nos exercícios, pelo altíssimo impacto, mas principalmente pelo exercício mal orientado ou mesmo por pessoas que não sabem reconhecer os limites do seu corpo.

Para se precaver o importante é buscar um Box certificado com coaches qualificados e responsáveis, que irão fazer uma avaliação antes de você começar a praticar a modalidade e irão planejar o seu desenvolvimento no esporte. A realização de um checkup, com um médico, antes do inicio das atividades se possível para saber seu nível cardiorrespiratório e limitações físicas.

Ortopedistas alertam que realizar atividades físicas sem saber o seu verdadeiro limite corporal podem acarretar danos irreparáveis ao seu corpo, algumas lesões podem exigir até procedimentos cirúrgicos para correção. Se feito sem orientação profissional e médica qualquer esporte pode trazer mais riscos ao seu corpo do que saúde.

Roupa e calçado ideal para o Cross Fit?

A roupa ideal para o Cross Fit é a roupa que você se sentir bem e confortável, levando em conta que a modalidade exige intensidade e flexibilidade, o que te leva a buscar uma vestimenta e calçado apropriado para a prática de atividades esportivas, levando em conta o conforto e o desempenho no treino.

Para as mulheres as calça legging básica (sem recortes) ou short intermediário são mais indicados como parte de baixo, pois não oferecem risco de algum equipamento enganchar na hora da realização do treino. Para parte de cima, camiseta dry fit e top fitness com uma boa sustentação são os mais indicados, pois as atividades realizadas têm alto impacto.

Quanto aos calçados, algumas marcas já tem tênis específicos para a modalidade, e alguns atletas usam tênis diferentes para cada WOD. Como o Cross Fit é uma modalidade que engloba muitos tipos de treinos, o interessante é você escolher um tênis que seja adequado e confortável para a prática de várias atividades.

O que é um WOD?

O WOD é a abreviação da frase em inglês – workout of the day. Todos os dias um novo WOD é publicado no site www.crossfit.com, e faz parte do programa completo, desenvolvido para aprimorar a força e o condicionamento dos praticantes. O programa oficial é caracterizado por 3 (três) dias de exercícios por um dia de descanso, alguns atletas podem alterar esse padrão.

Todo WOD pode ser ajustado para se adaptar, para ser utilizado por atletas de todas as idades e níveis.

Além do WOD ainda tem as abreviações como PR que significa personal record, e AMRAP que em inglês significa – as many repetitions as possible – traduzido livremente como – o máximo de repetições possíveis.

Para o glossário completo da modalidade acesse este link.

O que comer para praticar Cross Fit?

O Cross Fit é uma atividade de alta intensidade e a alimentação dos praticantes deve ser levada com muita seriedade, pois a falta de nutrientes pode pôr em risco a saúde do atleta. A indicação mais importante é faça sempre acompanhamento com uma nutricionista, pois essa profissional irá adaptar sua alimentação a sua rotina e a sua individualidade.

Basicamente pra quem já começou e não pode, ou não quer ir ao nutricionista a dica básica é: alimente-se de forma saudável, coma verduras, frutas e legumes, evite doces/ açúcares, dê preferência a grãos integrais e proteínas magras.

Fontes:

Site: www.crossfit.com

Site: www.crossfitbrasil.com.br

Anúncios

Avaliação médica antes de iniciar atividades físicas.

Olá bom dia, estou iniciando uma série de posts voltada para você que está iniciando ou quer iniciar alguma atividade física. 🏻 Neste primeiro post vou falar sobre a importância da avaliação médica.

A avaliação médica é importante para:

  • Saber como está sua saúde atualmente;
  • Saber quais são os seus limites físicos;
  • Garantir que você está preparado para começar uma atividade física com segurança;
  • Ter parâmetros para acompanhar a melhora nos níveis avaliados.

Busque um médico de sua confiança e informe que deseja iniciar atividades físicas e ele irá solicitar o seu checkup, posteriormente busque uma atividade que lhe agrade, que desperte em você interesse, esse é o primeiro passo.

No próximo post continuamos a nossa caminhada rumo a um novo estilo de vida.

Vem comigo!

BANNER ANDRÉ

Estilo básico na academia

Alongamento e Flexibilidade.

Olá! Pessoal, nesse post vou tratar de um assunto importante e que muitas vezes é ignorado pelos alunos e professores. Falarei sobre a importância do trabalho de alongamento e flexibilidade.

A flexibilidade segundo Barbanti (2010) é uma propriedade intrínseca dos tecidos moles do corpo que determinam amplitude de movimento em uma articulação ou em um grupo delas.

Por que treinar Flexibilidade? A flexibilidade é um componente importante para todo programa de treinamento por várias razões, incluindo:
NITTROFIT - IMPORTANCIA DO ALONGAMENTO

  • Corrigir desequilíbrios musculares;
  • Aumentar a amplitude de movimento da articulação;
  • Diminuir a tensão excessiva dos músculos;
  • Aliviar o estresse nas articulações;
  • Melhorar a extensibilidade das junções musculotendinosas; e
  • Melhorar a eficiência neuromuscular.

 

A busca exclusiva pela estética, somado a falta de tempo dos tempos atuais, leva grande maioria dos alunos a não dar a devida importância a esta área, porém a flexibilidade assim como a mobilidade e a estabilidade , estão diretamente ligadas a sua saúde.

Dica profissional: Tire de 20 a 30 minutos do seu treino, pelo menos 2 vezes por semana e dedique a este trabalho.

No próximo post sobre alongamento e flexibilidade mostrarei alguns tipos de alongamentos para trabalhar essa área tão importante.

BANNER ANDRÉ

Para otimizar seus resultados, busque sempre orientação e acompanhamento de um profissional da educação física, iniciar atividades sem orientação profissional podem acarretar em prejuízos à sua saúde.

A importância de treinar o CORE.

Olá amigos, continuando o post anterior sobre o tema CORE, vou falar sobre a importância de trabalhar e ter essa região bem fortalecida. Vários estudos vem cruzando opiniões acerca da necessidade ou não de se trabalhar o CORE de forma isolada; ou se exercícios tradicionais como agachamentos, remadas livres, levantamento terra entre outros já não seriam o bastante para o estímulo e fortalecimento dessa região.

Farei uma analogia para que fique mais claro, como de costume. Imagine uma grande ponte, uma ponte de 1000 metros. Imaginou? Pronto, agora imagine que o início da ponte são seus pés e lógico que o final é sua cabeça. A região central dessa ponte, o meio do caminho seria seu CORE. Provavelmente se houvessem pilastras mais concentradas na região central, essa ponte não cairia, mas agora imagine colunas de sustentação somente nos 100, 150 metros de cada extremidade, essa ponte sofrendo passagens de caminhões pesados entre outros, duraria muito tempo? Fui claro?

NITTROFIT - A IMPORTANCIA DE TREINAR CORE

Quer gastar tempo treinando o Core ou acha que não vale a pena? A minha escolha é SIM, eu parto do centro pras extremidades, um corpo com o seu ‘centro’ fortalecido está preparado sim pra agachar e sustentar peso sobre sua coluna e articulações. Creio também que exercícios como agachamentos livres, remadas livres entre outros também trabalham o CORE, mas como disse prefiro trabalhar também de forma “isolada”.

No próximo post mostrarei alguns exercícios para fortalecimento da área.

 BANNER ANDRÉ

Para otimizar seus resultados, busque sempre orientação e acompanhamento de um profissional da educação física, iniciar atividades sem orientação profissional podem acarretar em prejuízos à sua saúde.

O que é o CORE?

O que é o CORE?

Olá! Nesse post vou falar sobre o CORE. Se você já ouviu falar esse termo, já deve ter se perguntado: O que é? Pra quê serve? Devo fazer exercícios específicos pra isso? Mas se você nunca ouviu falar, vai conhecer agora.

Muita gente confunde o CORE com o abdômen, porém este é apenas uma das partes que envolve o CORE. Segundo o professor Luciano D’Elia, o Core é o centro de produção de força, geração de estabilidade e absorção do impacto do corpo. A partir desta definição já se pode ter uma noção da importância que esse grupo de músculos tem sobre nossa saúde e rendimento no treino.

O que é o CORE?

Ainda não existe um consenso sobre quais músculos fazem parte do Core, mas os principais músculos que envolvem o core são: Reto do abdômen, oblíquos, transverso do abdômen, glúteos, multífido, eretores da espinha e psoas ilíaco.

Espero ter conseguido explicar o que é e a importância do CORE para vocês!

 

No próximo post falarei sobre a importância de trabalhar esse grupamento muscular.

BANNER ANDRÉ

 

 

 

Para otimizar seus resultados, busque sempre orientação e acompanhamento de um profissional da educação física, iniciar atividades sem orientação profissional podem acarretar em prejuízos à sua saúde.